“Pois debalde se estende a rede à vista de qualquer ave.”
(Provérbios 1:17, RA)

Que adianta, armar uma cilada para apanhar um pássaro, se ele estiver voando? A armadilha não possui nenhum valor nesse caso. Da mesma forma se o sábio estiver temendo o Senhor, estará a salvo das armadilhas deste mundo.

Um das armadilhas que mais impressiona Salomão é o conselho dos perversos. Estes, sem possuir sequer um sereno do temor a Deus são capazes de coisas terríveis, tais como: Matar o semelhante, para espoliar seus bens. A promessa do perverso é depois repartir o resultado do roubo entre os asseclas. O sábio sabe que o resultado final da caminhada dos perversos não é a prosperidade, mas a morte. Um dia o ímpio provará do próprio veneno.

Como poderemos viver a salvo dessas armadilhas? Segundo a sabedoria de Deus, você deve procurar cultivar algumas atitudes, a saber:

Cuide da sua família, buscando nos conselhos de Deus a verdadeira referência para o caráter (8-9).

Aprenda a dizer: Não! Diga não à violência! Diga não à perversidade! Diga não à falta de amor a vida! (10-14).

Entenda que nunca haverá lucro na desobediência a Deus. (15-19). Se você caminhar no temor a Deus, as ciladas deste mundo serão como uma “rede à vista de qualquer ave”. De nada adianta armar ciladas para um coração devidamente protegido pela sabedoria de Deus.

Oremos:

Pai Santo! O Senhor criou a família, e graciosamente nos ensina por meio da Tua doce Palavra que devemos adornar o lar com afeto, responsabilidade, caráter e fidelidade ao Teu santo mandamento para a Glória do Teu Nome.

Ó Senhor! Ajuda-nos a termos um lar que Te agrade e guarda o nosso coração especialmente daquelas tentações que des-humanizam as pessoas, des-valorizam a vida e des-prezam os Teus sábios conselhos. Livra-nos dos perversos que são escravos das riquezas e da violência. Senhor Jesus livra os nossos filhos dessas más companhias!

Ajuda-nos Senhor a dizer como o salmista: “Tu és o meu Senhor; outro bem não possuo, senão a ti somente. (…) O Senhor é a porção da minha herança e o meu cálice; tu és o arrimo da minha sorte.” (Salmos 16:2,5)

Por Cristo Nosso Senhor! Amém!

Anúncios