“Por esta causa, me ponho de joelhos diante do Pai, de quem toma o nome toda família, tanto no céu como sobre a terra, para que, segundo a riqueza da sua glória, vos conceda que sejais fortalecidos com poder, mediante o seu Espírito no homem interior; e, assim, habite Cristo no vosso coração, pela fé, estando vós arraigados e alicerçados em amor, a fim de poderdes compreender, com todos os santos, qual é a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais tomados de toda a plenitude de Deus. Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera em nós, a ele seja a glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém!” (Efésios 3:14-21, RA)


Próximo domingo será um dia histórico para nossa Igreja. Quando comemoramos 7 anos de organização como congregação presbiterial, recebemos do Senhor a graça de inaugurar uma nova caminhada como igreja organizada, composta de auto-governo, auto-sustento e auto-capacidade de gerar outras filhas. Nesta data tão significativa, como pastor da igreja, deixo três conselhos do apóstolo Paulo que são fundamentais para a nossa marcha, a saber:

Oração humildade. Nossa caminhada como comunidade dos santos exige uma vivencia continua de oração. Contudo, tal vivencia só terá efeito se nos aproximarmos do pai com a alma prostrada aos seus pés como sinal da nossa irrelevância e da nossa abertura para receber às riquezas da sua glória. Na presença do Pai, a confissão de nossa fraqueza deve nos impulsionar a clamar pelo poder do Espírito em nossa existência como igreja, assim enfrentarmos os poderes desse mundo tenebroso na dependência do poder do Senhor.

A centralidade de Jesus Cristo. A igreja não cria sua própria realidade. Se existimos é porque o Senhor decidiu nos chamar para Ele através do Seu Filho Jesus Cristo. Logo, Cristo é nossa maior identidade e foi exatamente para cultivar e elevar essa centralidade que os reformadores confessaram que somente em Cristo todas as promessas do Pai estão manifestas através da Sua Palavra. Portanto, a Ele, Cristo Jesus, entreguemos nossas vidas, nele ponhamos nossa fé, nele vivamos em amor, nele estejamos juntos com todos os santos para compreender a plenitude da face amorosa de Deus que excede todo o entendimento.

Toda glória ao Senhor. Deus é quem efetua em nós tanto o querer como o realizar. Tudo que existe, há por causa do Senhor. Por isso não depende de quem quer ou de corre, mas de Deus usar sua misericórdia. Um dia Lutero disse: Não fiz nada! A Palavra fez tudo. Da mesma forma devemos hoje proclamar que tudo que temos e somos é por causa do poder de Deus que opera em nós. A ele seja a glória, na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém!

Que o Senhor Deus nos ajude! Que os todos os momentos de nossa nova caminhada como Igreja Cristã, caminhemos prostrados na presença do Pai, clamando pelo seu poder e sua glória. Olhemos firmemente para Jesus e a Deus tributemos todo louvor. Ponha esta causa na presença do Senhor.

 

No amor de Cristo,

Rev. Francisco Macena da Costa.

Cambeba, 25 de março de 2011.

Fortaleza – CE.

 

Anúncios