FAMÍLIAS ROBUSTAS

 

O mês de maio, também conhecido como mês das noivas, das mães e por fim, da família. É comum, que uma maior ênfase, muitas comunidades religiosas passem a refletir sobre os valores e a importância da família. Vamos acompanhar esse bom estímulo, e durante todo o mês de maio nos dedicaremos a meditar, orar e repensar muitas de nossas atitudes dentro do lar.

Para o povo da Bíblia o lar do justo deve ser pautado pela solidez que promana do compromisso com Deus e da sabedoria que Ele promete conceder. A família do justo permanece, ao contrário da casa dos perversos que por fim será derrubada (ver: Pv 12.7).

O questionamento que precisamos fazer, em tempos como os nossos, é o seguinte: por que tantos lares no meio dos cristãos fraquejam na criação dos filhos, na dinâmica familiar e no engajamento nas causas cristãs? Por que os papeis estão invertidos? Onde está o lugar da Bíblia em nossos lares?

A resposta honesta diante desses questionamentos pode revelar uma profunda omissão das famílias cristãs. Porque falta uma espiritualidade capaz de ouvir o Senhor, onde pai provedores e mães auxiliadores guiam os filhos na disciplina e na admoestação do Senhor é que vemos boa parte da igreja evangélica sucumbir perante o secularismo que habita o espírito do nosso tempo.

Nossa nação precisa de lares sólidos. Lares firmes precisam estar firmados na rocha que é Jesus Cristo (Mt 7.24ss). Que a atitude de casa família seja o afirmar Jesus Cristo como Senhor. Que Deus nos ajude!

Rev. Francisco Macena da Costa

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 37 outros seguidores